Participantes do Fórum de Governadores compartilham propostas de integração regional

Representantes das câmaras setoriais apresentaram o resultado de um dia inteiro de trabalho marcado pelo debate de temas considerados estratégicos

12/03/2020 17h44 - Atualizada em 13/03/2020 11h51
Secom/PA

Os participantes do 20º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, que ocorre em Belém, tiveram um dia de compartilhamento de ideias e propostas de integração regional, nesta quinta-feira (12), em reunião presidida pelo governador do Amapá, Waldez Góes. Os representantes de todas as câmaras setoriais apresentaram o resultado de um dia de trabalho, que envolveu debates e discussões acerca de temas como planejamento e gestão estratégica, meio ambiente e desenvolvimento sustentável, educação, saúde, segurança pública, além de comunicação pública.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso, coronel Alessandro Ferreira, que representou o comitê técnico da corporação, pontuou as ações integradas que devem ser colocadas em prática, especialmente para a questão do desmatamento e dos incêndios florestais. Ele apresentou pontos importantes como a efetivação do Plano de Prevenção e Combate de Incêndios Florestais na Amazônia Legal 2020 e a implantação do Sistema Integrado de Prevenção e Combate a Incêndio florestal na Amazônia Legal 2020-2024.

"Entre o que nós debatemos está a solicitação ao Grupo Gestor do Consórcio para a inclusão dos Corpos de Bombeiros Militar da Amazônia Legal no Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, nas ações de prevenção e combate a incêndios florestais no âmbito do Pró-Amazônia, com a garantia de recursos financeiros", disse o coronel.

Já o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado, destacou o combate de forma integral aos crimes. "Propomos um cronograma de operações conjuntas de forças estaduais e federais nas faixas de fronteira, em alinhamento com o governo federal, em primeiro momento, para execução no âmbito dos estados, posteriormente entre estados, e para toda a região Amazônica", informou o secretário.

A Câmara de Meio Ambiente defenderá a inclusão de pontos relevantes na Carta do Fórum, que será divulgada ao final do encontro: o pedido de urgência na regulamentação do Art. 41 do Código Florestal, que trata dos pagamentos dos serviços florestais; a regulamentação dos créditos de carbono no Brasil; proposta do Plano Regional para prevenção, controle e combate ao Desmatamento e incêndios; aplicação dos recursos do Fundo Petrobrás, além dos pedidos para uma atenção especial na tramitação do processo da Lei Geral de Licenciamento. 

O governador amapaense, que também é presidente do Conselho de Administração do Fórum de Governadores, agradeceu a contribuição dos interlocutores das câmaras técnicas. "É imenso o tamanho da contribuição que cada um está dando para a Amazônia. São aproximadamente 28 milhões de pessoas que vivem na Amazônia Legal e estamos reunidos, nove estados, com centenas de colaboradores com o objetivo de construir políticas públicas com mais eficiência, sejam locais, sejam regionais", finalizou Waldez Góes.

Texto: Aline Saavedra/ Agência Pará